quarta-feira, 26 de outubro de 2011

Palavras em viagem...

Exausta de ter saudades parto à descoberta do futuro e percebo que não sou eu que vou ,é o pensamento que me leva até onde vai durar esta viagem ,não sei ninguém sabe também desconheço se tem volta e tendo o que fazer na chegada??
Estou chegando,o amanhã é já aí e o que terá ele de novo para me mostrar?
Aberta aos meus dias parto à descoberta do que fui  de quem sou hoje aqui e agora,no céu leio socalcos em flocos de nuvens prontas a transformarem-se em pequenas gotas de água para nos lavar até à alma arrancando  de nós toda a poeira acumulada por dias e dias de busca interminável do ser ou não ser...
__E o ser mostra-me que de mim já pouco é,este ser estranho que me toma e me quer levar na marcha da vida cansada de me viver.
Quero fazer do agora o momento mais supremo do viver,o top da minha vida;mas falta-me essência que ausência tenho demais,ando ausente dos sentidos à minha volta onde ecoam gemidos de dor,será que já deram pela falta de amor?
__Borbulhando no vento desfaço-me e perco-me polinizando aqui e ali como flor esquecida no seu canteiro...
Este ser pouco ou nada ortodoxo...sou eu!!!
(EU)
25-10-2011
16.00h

Sem comentários: