quinta-feira, 27 de outubro de 2011

Lisboa sem ti...

Entrei em Lisboa e senti que Lisboa sem ti é pouco mais que uma cidade desmembrada,falta-lhe um amor sublime,um amor que a possui sempre e todas as vezes que percorre a sua calçada portuguesa torta de tanto ser pisada,tu que a amas e a descreves como tantos outros seus anteriores amantes já o fizeram,Lisboa tem este mistério de ser amada por séculos e séculos sempre com a mesma paixão que deixa louco de ciúmes o seu eterno namorado''o Tejo''.
O homem das castanhas já faz sentido as temperaturas amenas deram lugar à aragem fresca circulando pelas suas intermináveis ruas sempre apinhadas de gentes que a observam em cada pormenor,em cada porta ou cada janela,em cada monumento ou até nas gentes multirraciais que por lá circulam em qualquer bairro ou avenida pois Lisboa é assim deixa-se possuir por quem a ama e dá-se sempre com um brilho cheio de encanto e deslumbramento,mas...Lisboa sem ti fica muito vazia,fica uma Lisboa absolutamente nua de ser e de sentir.
Vem-me à memória um poema de O'neil ...
__Se uma gaivota viesse,
trazer-me o céu de Lisboa
Num desenho  que fizesse,
nesse céu onde o olhar
é uma ave que não voa
 esmorece e cai no mar...etc...etc...
Sinto uma Lisboa com saudades,com despeito por ter sido deixada sem a tua companhia,sem a tua presença apaixonada e sempre à descoberta da sua misteriosa personalidade,e eu uno-me a ela nessa saudade e percorro estas ruas como se estivesses a meu lado e me levasses a conhecer cantinhos únicos e encantadores que só tu conheces e que descobres fascinada,pois quem é fascinante como tu sempre se deixa fascinar ...
(EU)
24-10-2011
17.30h

3 comentários:

Liliana Carona disse...

Lisboa...é sempre Lisboa...é o que por aqui costumo dizer. Mas talvez Lisboa tenha o encanto que tem para mim devido a momentos únicos que por lá passei, por exemplo, o último em que estive abraçadinha a si :)

Caminhada Certa disse...

Dia 08-10-2011/Foi o dia!!!
___________________________
É bem verdade minha querida Lili.

julio rodrigues disse...

Bela abordagem sobre a Lisboa, lírica,Lisboa poética, fazes, Ade. Pequeno ensaio cheio de sentimento por essa cidade que também admiro e defendo onde estiver. Parabéns querida amiga por escrito.