quinta-feira, 25 de outubro de 2012

Perguntas à vida


Redondos ou quadrados
qual será a forma dos sentimentos
coloridos ou cinzentos
qual será a cor
dos nossos melhores momentos
longa ou curta
qual a duração
da nossa vida?
são perguntas
e mais perguntas
todas elas sem resposta
que me seja dada
que eu possa escutar
respostas que lamento não saber
para a mim própria dizer e conhecer
Adelina Charneca

Tormentos



Chuva tormentosa que cai em mim sem parar
Inunda-me a alma com esse chorar
Chuva manhosa que em mim quer ficar
Molhando o infinito
Até que o’’SOL’’volte a brilhar
As minhas estrelas partiram
Deram lugar a esta chuva permanente
A este vendaval
Que joga tudo ao chão
Arrastando-me indiscriminadamente
Rolando de dor
Esvaindo-se em água salgada.
Dor
Dor e  mais dor pela falta do vosso amor...(*-*)...(*-*)...
Adelina Charneca

quarta-feira, 24 de outubro de 2012


            TU AÍ...
Desliza a tua mão no meu corpo
e pede-me o ter
desliza o teu olhar pelo meu
e faz-me gemer
encosta a tua boca na minha
e leva-me ao céu
sinto-me pequena
faço-te uma diabrura
agarra-me no braço
prende-me pela cintura
dobra-me com o teu jeitinho
amassa-me  com carinho
esse teu beijo
que sinto da tua boca
esse carinho tão bom
que eu quero só para mim
e  me deixa louca
em todas as horas do dia e da noite
quero dar-te o mundo
que tenho guardado
quero que me dês
bem lá do fundo
tudo
todo esse amor que tens aí 
E que eu quero
sim
aqui em mim
Adelina Charneca

sábado, 13 de outubro de 2012

Baía



Acerco-me da amurada da Baía
e...olho o Cristo Rei
Olho-o e peço-lhe...
Peço-lhe que te traga até mim
Faltas-me tanto
Em tantas horas do dia
....vá miuda...coragem.
...diz-me ele baixinho...
Enviando-me uma estrela
Que eu coloco junto comigo
Dentro da minha capsula
Aperto-a na mão
e...
Consumo-a toda dentro de mim
Transformo-a
Em amores de todas as  cores
Pintado com pincéis que colocas na minha mão
Pincéis de dor
Que eu transformo em amor...
Amor que te ofereço
Amor que eu mereço
O teu...
Adelina charneca

sábado, 6 de outubro de 2012

Scorpions - Love Of My Life



Ao longo do dia a angústia cresce
A angústia de estar aqui
E  não me entender
Não me saber
Não me ter...
Tenho
Estou  presente em mim
Cada hora,cada segundo e minuto
Tenho aqui
Preso na barra da minha saia
Tu...
Que  não és um lagarto pintado
Nem eu a Carolina
Com uma saia com barra
Tu és o meu amor não amado
E eu sou a alma que te quer
Como quem se desgarra
Adelina Charneca

''PARA QUE NÃO DIGAM QUE NÃO FALEI DE POESIA'' Recordo o dia em que no mítico Teatro Tivoli se ouviram inesperadamente as pa...